Etiqueta: pinhões

Canapés de Pesto de Rúcula & Tomate Cherry

Canapés de Pesto de Rúcula & Tomate Cherry

Esta é uma receita de canapés que utiliza a courgete como alternativa às tradicionais tostas/pão. O seu sabor neutro conjuga muito bem com o sabor mais forte do molho pesto. Com a ajuda de um cortador em juliana ou uma faca, podes fazer pequenas riscas […]

Tomate e Quase um Pesto…

Tomate e Quase um Pesto…

Uma salada simples e rápida de preparar com tomates cereja. São utilizados os ingredientes habituais de um pesto crudivegano mas é quase… pois a mistura não foi triturada para fazer o molho 😉 É uma combinação perfeita de aromas, texturas e sabores, acentuados pelo sabor […]

Um eco local especial & Salada Romanesca

Um eco local especial & Salada Romanesca

Couve Romanesca

Hoje de manhã fui com uma amiga visitar um local muito especial. Uma horta biológica de sustentação local onde se pode ir colher os alimentos que queremos levar, não é o máximo? A verdade é que ao colhermos os nossos próprios alimentos faz com que estejamos mais em sintonia com a natureza e com o que comemos. Já conhecia este conceito lá fora, onde é incentivada a apanha dos legumes e frutas da época mas não sabia que aqui bem perto do Porto havia uma ‘quinta’ com esse mesmo conceito. Fica nos Carvalhos, bem perto do largo da feira nova. Podem encontrar mais referencias no site da Boa Safra procurando por bio agro.

A responsável por este espaço lindíssimo é Olga Rocha, que cuida e organiza toda as sementeiras e plantações necessárias, recorrendo à época do ano, às fases da lua e outros recursos naturais para conseguir o melhor ambiente e nutrientes para cada alimento. A horta está muito bem organizada com tudo o que é recomendado segundo as técnicas mais recentes da agricultura biológica. Tem também uma estufa para ter alguns vegetais, frutas e ervas aromáticas mais abrigadas. Uma das partes do espaço está dedicada à produção de framboesas, amoras e mirtilos. Espero que venha logo o tempo dos frutos silvestres para lá ir colher diretamente.

A oferta de vegetais e frutas é muito variada. Encontrei couves diversas, acelgas, agrião da terra, espinafres, nabos, nabiças, alho francês, beterraba, ruibarbo, morangueiros, flores comestíveis, ervas aromáticas e tantas outras variedades de produtos.

Mas houve uma especial que ficou marcada na nossa mente. A couve flor romanesca. Uma variedade pouco conhecida em Portugal mas que causa um grande impacto pela sua beleza escultural. São inúmeros florestes compostos numa espécie de espiral de cor esverdeada. É uma variedade da couve flor normal que ganhou notoriedade em Itália mais concretamente em Roma. Daí o seu nome. Há quem a designe como brócolo romanesco. No fundo pertencem à mesma família crucífera.

A couve romanesca é rica em vitamina C, K, fibra, potássio, riboflavina, tiamina e carotenóides. Tem uma quantidade maior de vitamina A em relação à couve flor branca. Tal como as outras variedades, também são reconhecidas as suas propriedades anti cancerígenas. O seu sabor é algo entre o doce e amargo como se numa combinação entre o brócolo e a couve flor.

Recebemos esta oferta de boas vindas com muito entusiasmo e logo pensei no prato que iria preparar. Como o seu sabor em cru pode ser mais forte, combinei com um pesto de coentros e ficou uma delícia 😉

Pesto de Coentros

Pesto de Coentros

Salada Romanesca

 

Salada Romanesca

Ingredientes para 1 pessoa

1/2 couve romanesca grande (ou 1 pequena)

1 ramo de coentros

3 colheres sopa de pinhões

2 colheres sopa de azeite

1 colher sopa de levedura de cerveja

1 dente de alho

sal marinho integral

1 tomate cortado em cubinhos

Preparação

Corte os floreste da couve romanesca e deixe em água. Comece a preparar o pesto de coentros colocando numa picadora os pinhões, o azeite, a levedura, o alho e o sal. Triture e junte os coentros picados. Triture até ficar uma pasta ou molho grosso. Retifique os temperos se necessário. Escorra os florestes e envolva no pesto. Junte o tomate e sirva.